Participe da Campanha “Leia para uma Criança”

Peça a sua Coleção de Livros Infantis gratuitamente.

Acesse o site: https://www.itau.com.br/crianca/

bnr_hp_980x300

Feira do Livro no Colégio Nossa Senhora do Monte Calvário

A Primeira Feira do Livro do Colégio em parceria com o Grupo Ação Cultural Globo foi um sucesso! Nossos alunos adoraram esse contato mais próximo com o mundo encantado da literatura.

DSC01538  DSC01525  DSC01529  DSC01527  DSC01532  DSC01522  DSC01533  DSC01541  DSC01542  DSC01540  DSC01528  DSC01530  DSC01531  DSC01534  DSC01524

Convite

Monte Calvário

Evento Literário sobre o Folclore

O folclore representa a cultura popular e os valores de um povo, sendo formado por lendas, mitos, provérbios, danças e costumes passados de geração em geração. A palavra folclore tem origem inglesa, “folklore”, junção de folk (povo) e lore (sabedoria ou conhecimento), ou seja, sabedoria popular. No Brasil, o dia do Folclore é celebrado no dia 22 de Agosto, data pertinente para a realização de nosso evento.

Maternal I e II – Apresentação de Cantigas de Roda

DSC0186000000000  DSC01859  DSC01861

Maternal 3 – Apresentação Teatral “O Aniversário do Saci”

DSC01201  DSC01202  DSC01203

1º Período – Apresentação da Música do Saci e Adivinhas
2º Período – Apresentação de uma Parlenda

DSC01231  DSC01233  DSC01229

1º ano – Curiosidades sobre o Folclore

DSC01184  DSC01185  DSC01187

2º ano – Apresentação Teatral “Lenda da Vitória Régia”

DSC01194  DSC01200  DSC01198

3º e 4º anos – Apresentação Teatral “A Sopa de Pedras”

DSC01208  10  DSC01212

5º ano – Apresentação da Dança Folclórica “Festa do Boi Bumbá”

DSC01220  DSC01216  DSC01221

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.
Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.
Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.
Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.

Texto em resposta a uma oficina de redação com a proposta: Uma carta pedindo providências para que crianças menores de 14 anos não fiquem perambulando nas ruas e nem morem nelas. Exponha situações que já existem e cobre que a situação seja solucionada.

Belo Horizonte, 28 de Julho de 2014.

Senhora Presidenta,

Sou apenas um estudante de uma cidade não tão desenvolvida no contexto nacional, porém, mesmo assim posso ver todos os dias o problema ao qual irei me referir mais adiante. Posso ter somente 16 anos, mas represento uma geração inteira que está evoluindo e buscará seu espaço. A juventude brasileira será a mudança, ou melhor, é a mudança, e por isso deveria ser mais lembrada nos investimentos e ter maior importância para esta nação.

Um dos maiores problemas brasileiros que se mantém até hoje e que corrompe qualquer sociedade é _como a senhora já deve ter conhecimento_ a corrupção. Acredito que não seria falta de investimentos, a causa das lacunas existentes no Brasil. Todavia, o desvio das verbas determinadas ao avanço do país, atrasa nossa sociedade, e o nosso futuro entra no bolso de políticos egoístas.

Enquanto não houver uma reforma política no Brasil, não creio que a atual situação mude, porém, espero que a senhora seja o começo da mudança para um país melhor, já que possui esse poder.

A mudança está nas suas mãos e o destino de milhões de jovens também, principalmente aqueles que não tem onde morar, ou que não são instruídos com uma boa educação para poder enxergar as possibilidades da vida. A juventude de um país espelha seu futuro e por isso me dói tanto ver crianças menores de 12, 14 anos sem escolha, sem oportunidade de uma vida melhor, que acabam indo para o caminho errado, e aumentam negativamente as estatísticas brasileiras.

Uma mulher experiente como a senhora, já deve saber de tudo que aqui falei e mesmo assim, darei meu humilde conselho: “utilize seu grande poder para mudar a política. Não há como mudar um país sem acabar com seus problemas principais de base. Não tenha pressa, pois quanto melhor planejado, melhor será a solução. O caminho é longo mas valerá a pena. Por fim e mais importante, valorize a educação. Nações devastadas por guerras e bombas ressurgiram pela educação, e esse é o pilar principal para o Brasil se tornar realmente uma potência mundial.

Agradeço pela sua atenção.

Ariel Domingues  –  2º ano EM


Texto em resposta à proposta numa oficina de redação: O Brasil e o conflito: defesa do meio ambiente X desenvolvimento econômico. O Brasil deve continuar seguindo as orientações dos relatórios climáticos ou deve priorizar o crescimento econômico?

Meio ambiente ou economia?

Tradicionalmente o Brasil é um país exportador de minerais e também de commodities agrícolas. A fronteira agrícola e as zonas degradadas pela mineração, diminuem e degradam as áreas naturais nacionais. Mas como interferir nesse processo que é responsável por grande parte do nosso Produto Interno Bruto?

Por sermos um país emergente e com a população em crescimento, a necessidade de recursos e produtos para exportar aumenta a cada ano, a importância do meio ambiente não pode ser descartada, mas a economia parece ser, para muitos, mais importante.

Um modelo de produção e extração sustentável poderia ser eficiente para atender o nosso mercado de mais de duzentas milhões de pessoas, mas talvez não para fornecermos diversos produtos para países parceiros como os BRICS.

As leis ambientais do Brasil são uma das melhores do mundo, como as de Reserva em Propriedade Particular, onde mesmo em área privada, um determinado espaço é destinado à preservação. Mesmo tendo em nosso território inúmeras áreas de preservação e reservas naturais, que se respeitadas e fiscalizadas por órgãos como Polícia Florestal e IBAMA, contribuirão para a manutenção do meio ambiente.

É inegável a importância do meio ambiente para a manutenção dos ciclos naturais, mas em nosso mundo capitalista, o crescimento econômico tem prioridade, não só no Brasil, mas em quase todos os países.

Talvez a chave para o equilíbrio fosse o consumo sustentável, apenas o necessário, o que levaria a nação a uma produção menor e a menor degradação também, o que parece ser um sonho distante do nosso atual sistema.

 Rafael  –  3º ano EM


Texto em resposta a proposta de redação:  Interprete a frase: “Nossas vidas começam a terminar no dia em que nos silenciamos para coisas que realmente importam” – Martin Luther King, Jr. Relacione-a à vida do ser humano e os acontecimentos que surgem no percurso de cada um.

Vida abstrusa

A vida é, de fato, essa bagunça toda. Essa junção de acontecimentos previstos e inesperados; essa mistura homogênea de tudo com nada. É como um conjunto de elementos miscíveis que mostra toda a vida, o que ela realmente é: imperfeitamente maravilhosa.

Vivemos de forma apressada, com o voraz “tic-tac” do relógio, que a cada segundo engole um pouco do dia. Acordamos e executamos nossas atividades corriqueiras, ansiando apenas pelo final do dia, o final da semana, o final do ano… Quando foi que substituímos nossa personalidade minimalista por esta tão superficial? Os dias antes compostos por 24 horas, agora são compostos por meros 5 minutos.

Vivemos de forma tão dinâmica, que esquecemos dos valores, esquecemos daquela senhora que pede ajuda _ mas que ignoramos por demasiada pressa _, esquecemos de manter em nossas vidas as pessoas que realmente importam _ utilizando a desculpa de que  “não temos tempo para isso “_, trocamos passar os domingos com nossos pais por uma mesa de escritório.

Ao longo das folhas de calendário viradas em nossas vidas, percebemos o que realmente importa, percebemos que devemos nos silenciar diante dos acontecimentos da vida, e tentar entendê-los. É a partir daí que conseguiremos responder a tão questionada pergunta: “qual o sentido da vida?”

 Lara Luz  –  1º ano EM

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.